Brasil fatura dois ouros na Olimpíada Internacional de Matemática

A conquista foi honrosa! Além de medalha de ouro, o Brasil também conquistou prata, bronze e uma menção honrosa.

É do Brasil! Alunos do Ensino Médio conquistaram duas medalhas de ouro na 63ª Olimpíada Internacional de Matemática (IMO), considerada a maior, mais antiga e mais prestigiada competição do mundo para estudantes.


Pela primeira vez, o nosso time faturou duas medalhas de ouro em uma mesma edição da olimpíada. E mais: os jovens trouxeram ainda para casa uma medalha de prata, duas de bronze e uma menção honrosa.


A IMO 2022 começou dia 6 de julho, em Oslo, capital da Noruega, e a cerimônia de encerramento foi na última sexta-feira (15). É a primeira edição presencial da IMO após dois anos de competições virtuais, devido à pandemia da Covid-19.


A olimpíada contou com a participação de 589 estudantes, de 104 países. Neste ano, a equipe brasileira encerrou a competição em 19º lugar no ranking geral, à frente de países como França, Espanha e Áustria.



Os brasileiros vencedores


Os estudantes Olavo Paschoal Longo, de São Paulo (SP) e Marcelo Machado Lage, de Belo Horizonte (MG), conquistaram os dois ouros da equipe.


Rodrigo Salgado Domingos Porto, do Rio de Janeiro (RJ), levou a prata. Já as medalhas de bronze foram conquistadas por Eduardo Henrique Rodrigues do Nascimento, de Goiânia (GO), e Gabriel Cruz Vitale Torkomian, de São Paulo (SP).


A menção honrosa ficou com João Pedro Ramos Viana Costa, de Fortaleza (CE).


O Colégio Etapa, de São Paulo, teve dois grandes destaques na olimpíada internacional de matemática. Olavo Paschoal Longo e Marcelo Machado Lage conquistaram medalhas de ouro. Para os alunos, a conquista é reflexo de muito estudo e dedicação.


“Esse resultado marca o fim de uma jornada de muita dedicação e alegria dentro da Olimpíada de Matemática. Fico feliz de poder encerrá-la da melhor maneira possível. A medalha de ouro é fruto do trabalho de muitas pessoas que me ensinaram ao longo do caminho, em especial o professor Régis Prado Barbosa, que me apresentou o mundo da Matemática. Acredito que a minha experiência em olimpíada poderá ser um diferencial na minha carreira”, afirma Olavo.


O jovem tem 18 anos e já e medalhista da olimpíada internacional de matemática em outros anos. Ele ganhou a medalha de prata em 2021, O adolescente também tem outras conquistas como ouro (2021) e prata (2020) na Olimpíada Ibero-Americana de Matemática (OIM); ouro perfeito (2019) e prata (2020) na Olimpíada de Matemática do Cone Sul; três ouros (2019, 2020 e 2021) na Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM); além de ouro (2020) e prata (2019) na Olimpíada Paulista de Matemática (OPM).


Marcelo também tem um ótimo histórico de medalhas. Ele foi ouro (2021) na Olimpíada Ibero-Americana de Matemática (OIM); prata (2021) no Romanian Master of Mathematics e na Olimpíada de Matemática do Cone Sul (2019); bronze (2020) na Olimpíada de Matemática do Pacífico Asiático (APMO); ouro (2021), prata (2022) e bronze (2019) na Olimpíada Brasileira de Matemática; e prata (2021) na Olimpíada Internacional de Matemática (IMO).


“Esse resultado foi fruto de uma trajetória de muito esforço e dedicação à Matemática. Foi muito importante ter participado de outras olimpíadas internacionais e contado com a estrutura do Colégio Etapa. Tenho certeza que a conquista na IMO irá enriquecer meu currículo e a minha preparação olímpica me ajudará a resolver problemas nos meios acadêmico e profissional”, contou Marcelo.



Treinamento sólido


A equipe teve como líder o professor Régis Prado Barbosa e como vice-líder Rafael Kazuhiro Miyazaki.


Régis comentou que o resultado é reflexo de um treinamento sólido realizado com os jovens talentos da matemática.


“Estamos muito felizes com o desempenho, porque conseguir dois ouros no mesmo ano significa uma mudança de nível. Isso mostra que nossa preparação deu frutos. O objetivo é voar cada vez mais alto”, disse o professor.



Estão de parabéns


O diretor-geral do IMPA, Marcelo Viana, também comemorou o resultado.


“Nossos representantes na IMO 2022 e a Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM), que promove a participação do Brasil, estão de parabéns por este excelente resultado, que demonstra a força do talento matemático entre os nossos jovens!”.


Os estudantes que representaram o Brasil foram selecionados a partir dos vencedores da 43ª Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM).


“A cada ano, a equipe termina com uma formação ainda mais sólida. Para melhorar nossos resultados, temos importantes apoios, inclusive do IMPA e da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), o que nos permite manter a matemática brasileira destacada a nível mundial”, disse Edmilson Luis Rodrigues Motta, coordenador acadêmico da OBM.



Mais de 100 países


A olimpíada é realizada desde 1959 e premia jovens estudantes do Ensino Médio de mais de 100 países.


Cada país pode enviar uma delegação de até seis estudantes, além do líder de equipe, um vice-líder e observadores, se desejado.


Durante a competição, os jovens também participam de um programa de integração, turismo e conhecimento sobre Matemática promovido pelo comitê organizador de cada edição.


As equipes brasileiras já conquistaram, historicamente, o total de 152 medalhas, sendo 13 de ouro, 53 de prata e 86 de bronze, além de 35 menções honrosas.


O resultado confere ao Brasil a 19ª posição no ranking geral de países desta edição. Este ano, 589 estudantes de 104 países participaram da IMO.



Fonte: Só Notícia Boa

4 visualizações