Caso Pavesi: médico condenado por morte e retirada ilegal de órgãos segue em liberdade



O mandado de prisão expedido contra o médico Álvaro Lanhez, de 76 anos, condenado por homicídio duplamente qualificado pela morte e retirada ilegal de órgãos do menino Paulo Veronesi Pavesi, em abril de 2000, em Poços de Caldas (MG) ainda não foi cumprido.


Segundo o Fórum de Belo Horizonte, o mandado foi expedido na tarde de quarta-feira (20).


Ele foi condenado a 21 anos e oito meses de prisão em regime fechado e teve o pedido da defesa de recorrer em liberdade negado devido à "gravidade do crime", segundo o juiz que presidiu o tribunal.

Fonte: G1

7 visualizações