Deputado dorme na Câmara para não receber tornozeleira eletrônica



O deputado Daniel Silveira (União Brasil-RJ), aliado do presidente Jair Bolsonaro, passou a noite fechado em seu gabinete na Câmara para não receber uma tornozeleira eletrônica. A estratégia do parlamentar se baseia em um entendimento dele de que a polícia não pode agir contra deputados dentro do Congresso Nacional.


A ordem de colocar a tornozeleira em Silveira partiu do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Silveira é réu no STF por estimular atos antidemocráticos e ameaçar instituições.

Moraes tomou a decisão atendendo a um pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR), que determinou a aplicação de medidas restritivas ao deputado.


O ministro autorizou a Polícia Federal e a Vara de Execuções Penais do Distrito Federal a cumprirem a decisão dentro da Câmara dos Deputados, se necessário. Silveira disse em discurso no plenário que não aceitaria.


Até o início da tarde desta quarta-feira (30), ele continuava no gabinete, sem tornozeleira.


Fonte: G1

2 visualizações