IN 76 e 77 são destaque em curso de Ordenha Mecânica


Depois de participar do curso de Manutenção e Operação de Ordenha Mecânica, ofertado pelo Sistema FAEMG, a Fazenda Cantaleira, em Felisburgo, já agrega mais qualidade e valor ao leite produzido na propriedade. “A fazenda, que já tinha um leite bom, passou a ter mais qualidade ainda. Isso é importante, pois além de oferecer um alimento de procedência, a propriedade tem mais poder de negociação, pois está com volume e qualidade”, afirmou o instrutor Francisco Assis Lima Viana, ao elogiar a turma formada pelo Sindicato de Produtores Rurais de Felisburgo.


“O sucesso do curso foi inquestionável, e o resultado também se deve à mobilização bem-feita, com alunos de perfil adequado para o aprendizado proposto”. Ele conta que os participantes estavam carentes de conhecimento básico sobre manejo, operação da ordenha, manutenção e higienização dos equipamentos. Ainda assim, “muito abertos a receber informação e conhecimento”.


Acompanhada por dois funcionários, a produtora rural e proprietária da fazenda, Raetz Inês Tosi Costa, também participou do curso. Para ela, um dos pontos mais importantes foi sobre o cumprimento das Instruções Normativas 76 e 77 do MAPA, que falam sobre avaliação de valores máximos de contagem bacteriana total e contagem de células somáticas, por exemplo. “O aprendizado nos tornou também mais aptos para cumprir as exigências”.


O aluno Lucílio Lacerda refletiu sobre a oportunidade de ter acesso a cursos importantes para a sua carreira e aprender gratuitamente. “O Sistema FAEMG proporciona aos profissionais do campo capacitação e, ao mesmo tempo, inclusão, visando ao crescimento do agronegócio. O que nos é oferecido, sem custos, deve ser valorizado. Basta querer e ter objetivos para se tornar um empreendedor ou mesmo um homem do campo respeitado profissionalmente”, destacou.



O que são as IN 76 e 77?


As Instruções Normativas 76 e 77 dizem sobre as etapas de produção do leite cru refrigerado, pasteurizado e do tipo A. Elas têm o objetivo de otimizar e facilitar essa produção, bem como aumentar a qualidade do leite oferecido e, com isso, possibilitar benefícios para o produtor e o consumidor



Fonte: Sistema FAEMG

5 visualizações