Mineira com síndrome de Down cria podcast sobre inclusão em BH: 'protagonismo e visibilidade'

A 2ª temporada do programa de Luísa Camargos será lançada nesta segunda-feira (21), Dia Internacional da Síndrome de Down.


A primeira relações públicas formada no Brasil com síndrome de Down, segundo o Conselho Regional de profissionais da categoria de Minas Gerais, é também apresentadora de podcast em Belo Horizonte.


Luísa Camargos, de 28 anos, criou o "Inclusive Luísa" em setembro de 2021. Nesta segunda-feira (21), Dia Internacional da síndrome de Down, ela lança a 2ª temporada do programa.


"É uma forma de incentivar a inclusão de todos, sem preconceito, bem como levantar bandeiras contra a discriminação e lutar pela garantia de direitos dessa população", disse Luísa.

A apresentadora fala de inclusão, de conquistas e de mobilização em seu podcast.

"Sou muito capaz e estou orgulhosa de mim mesma. É muito legal apresentar o podcast e dar protagonismo e visibilidade para às pessoas com algum tipo de deficiência", contou ela.


Desafios

A mãe de Luísa, Marisa de Souza Rocha Camargos, descobriu que a filha tinha síndrome de Down duas horas após o seu nascimento. Até hoje, a mãe nunca mediu esforços para que ela tivesse uma vida com mais autonomia.


A rotina da família era pesada. A menina tinha atendimentos de terapia ocupacional, psicólogos e fonoaudiólogo pela manhã, escola à tarde e atividades esportivas à noite.


“Nunca me senti cansada. Nunca quis parar”, disse a jovem.

Para a mãe, esta foi uma forma de estimular o desenvolvimento da filha. “Sou uma mãe que via a questão da síndrome de Down de outro lado. Acho que tem é que ‘empurrar’ mesmo. Sempre tive muita esperança de que minha filha seria assim”, contou Marisa.

0 visualização