Mulher é morta com um corte no pescoço em Teófilo Otoni


Uma mulher de 43 anos foi morta com um corte de canivete no pescoço, na noite deste sábado (4), na comunidade de Córrego Novo, em Topázio, distrito de Teófilo Otoni. Claudete Camargo Lima foi encontrada ensanguentada no quintal da casa onde morava.


Segundo a polícia militar, a irmã da vítima contou que Claudete estava em um bar na noite deste sábado, com um homem de 40 anos, suspeito de cometer o crime. Que os dois haviam acabado de começar um relacionamento. Disse ainda, que o casal deixou o local e foi para a casa de Claudete. Pouco tempo depois, a irmã e os vizinhos escutaram gritos de socorro.


Quando as testemunhas chegaram ao quintal da residência, viram a vitima caída no chão, com um corte grande no pescoço, provavelmente feito por uma faca. Testemunhas disseram aos militares, que viram o homem saindo correndo da residência e entrando num matagal, enquanto a vítima gritava.


Uma equipe do SAMU prestou socorro à mulher. De acordo com o médico do SAMU, o corte no pescoço da vitima foi de aproximadamente 20 cm, bastante profundo, vindo a causar lesão e exposição da traqueia.


A vitima foi encaminhada ao Hospital Santa Rosália, mas não resistiu aos ferimentos.


A irmã de Claudete contou aos policiais que antes de morrer, a vítima disse que quem tinha cometido o crime, era o homem que estava com ela no bar.


Os militares receberam informações de que o suspeito estaria escondido em uma fazenda da região. Ele foi localizado na manhã deste domingo e preso.


Para os policiais, ele disse que saiu da fazenda e passou por alguns botecos da zona rural do distrito Topázio, até chegar ao bar comunidade do Córrego Novo, onde a vítima estava.


Contou também que há cinco anos teve um relacionamento com Claudete. Que eles beberam foram até a casa da vítima e mantiveram relações sexuais. Em seguida voltaram para o bar, onde continuaram bebendo. Por volta das onze da noite, eles começaram a brigar por ciúmes.


Ainda segundo o suspeito, o casal decidiu ir embora para a casa da vítima. Ele deu uma rasteira nela e passou o canivete em seu pescoço da mulher.


Em seguida, ele saiu do local e jogou o canivete utilizado em um mangueiro, e se escondeu na fazenda.


O homem foi levado para a delegacia da Polícia Civil de Teófilo Otoni.



Fonte: Minas Hoje

20 visualizações